Sunday, June 24, 2012

Milan Fashion Week SS13

E a Semana da Moda de Milão já começou com as colecções masculinas das grandes casas. Era sem dúvida alguma uma das fashion weeks que eu mais gostaria de ir. Para fazer o meu review seleccionei os 5 looks preferidos de cada desfile e vou deixar um comentário a cada colecção.


BURBERRY PRORSUM SPRING/SUMMER 2013 MENSWEAR
Burberry Prorsum foi talvez a minha colecção preferida do primeiro dia, ainda que seja de hit and miss. Quão épicos são os metalizados coloridos? Quero todos! TODINHOS! As camisas e os trench coats... God! MY BODY IS READY-Y-Y-Y! As calças imaculadamente vincadas são todas lindas, algumas com reflexos... os bomber jackets são fantásticos... os cromatismos super bem conjuados. Nem tenho mais palavras sequer, a não ser para dizer que detesto aquelas chinelinhas tenebrosas, absolutamente dispensáveis. De resto, o Christopher Bailey está de parabéns, esta colecção é superior à SS12. Repito: MY BODY IS READY!



VERSACE SPRING/SUMMER 2013 MENSWEAR
A Donatella Versace é genial, ponto parágrafo. Ela consegue aliar o lado mais tacky do vestuário a um lado mais sofisticado e sempre de uma forma imprevisível. Nesta colecção ela redefine fatos ao propor blazers assertoados sem mangas com calções, camisas com padrões ou detalhes nos colarinhos e claro os metálicos plastificados (estou rendido, quero e desejo até não poder mais!). Pontualmente, senti alguma inspiração em gladiadores (sandálias!) e lutadores de boxe (os cintos largos!). Adorei também os acessórios, principalmente aquele transportador de carteira de que coloca ao peito e os anéis. Quanto às cores, temos das mais fortes como rosa, azul marinho, cobre até aos básicos e intemporais: cinza, branco e preto. Era capaz de usar esta ou aquela peça apenas, o que não significa que não goste da colecção, porque adoro.



DOLCE & GABBANA SPRING/SUMMER 2013 MENSWEAR
So far, o maior melão desta fashion week foi a Dolce & Gabbana. What the hell is going on??!?!?!?! Primeiro, terem terminado com a D&G foi um tremendo de um disparate. Segundo, tentar fundir os dois segmentos da D&G com o da Dolce & Gabbana resultou pessimamente. Na colecção de Inverno, vá, até nem senti falta, mas agora é escandaloso. Terceiro, deixarem de escolher modelos profissionais para porem verdadeiros habitantes sicilianos a desfilar... acho too much! Não sei se foi uma manobra de contenção de custos ou se era para dar mais credibilidade à inspiração da colecção, mas o que é facto é que senti falta de um Tobias Sorensen, de um Simon Nessman, e por aí fora. As referências que me saltaram à vista foi a de uma vila piscatória italiana, um toque gypsy aqui, um toque de mafioso ali... algo que eu já tinha visto na colecção SS12. Achei tudo demasiado bleh! Percebo a ideia da herança típica e de vestir as roupas largas do pai e do avô mas não acho nada lisonjeiro. Eu sempre fui um acérrimo defensor do Domenico e do Stefano mas aqui foi a gota de água. Como é que tiveram tanto tempo a criar duas linhas paralelas sempre imaginativos e agora só com uma fazem-me isto? Estou a viver um desgosto. Really. 



JIL SANDER SPRING/SUMMER 2013 MENSWEAR
E um desgosto nunca vem sozinho... Jil Sander foi outro big fat fail. Depois da saída do Raf Simons para a Dior eis que me deparo com esta colecção, com linhas demasiado rígidas e rectas, pouco movimento e flexibilidade. Sinto-me apertado só de olhar. Comecemos pelos sapatos com as biqueiras quadradas: the anti-christ of footwear. As cores fortes (amarelo canário e azul cobalto) são um bocado tentativa de recuperar o espírito distante do Raf, bem como as t-shirts com camisas por baixo. Os casacos pelas canelas não percebi muito bem o objectivo, mas ok, como se eu na primavera me fosse enrolar num pano quase até aos pés. De resto, bem procurado encontram-se peças que eu até usaria. É uma colecção muito clean, minimalista e de certo modo abstracta. Fez-me lembrar num panorama geral, os quadros de Kandinsky. Acho que começamos a caminhar para um regresso à Jil Sander pré-Raf Simons, vamos ver se na próxima colecção já sinto uma ideia mais coesa ao invés desta transição.

4 comments:

Tiago Andrade said...

Eu disse-te que a Dolce & Gabbana estava mesmo fraca!:)

Cat said...

Adorei Burberry Prorsum :)) As cores metalizadas dão um toque fantástico à colecção, muito bom! **

Patricia Silvério said...

adoro o teu comentário dobre a Burberry e adoro as bomber jackets. E adoro o primeiro look da Dolce & Gabbana.

xx

Cowhide leather shoulder bags said...

Those model looks pretty cool especially their great suits!