Friday, October 2, 2009

Summer is coming to an end

Ontem fui fazer jogging pelo Guincho, Guia e Quinta da Marinha. No dia anterior tinha ido com a Joe saber os resultados do casting. A minha fotografia não tinha estrela à volta, o que significa que não fui escolhido. Fiquei de certa forma desmoralizado. Mas afinal, some things are just not meant to be! E se não fui seleccionado, prefiro acreditar que deve ser porque estou destinado a uma coisa melhor. Depois de correr durante uma hora, os meus calções de algodão da Gap já se colavam às minhas pernas e estava mesmo a precisar de um banho. Já em casa, à medida que a água quente me molhava a cabeça, eu fechei os olhos e deixei de pensar. Durante algum tempo. Abri os olhos e estava mais determinado que nunca.

Hoje de manhã acordei. Todos os músculos estavam doridos e eu pensei, Que treta! Agora como é que me vou conseguir levantar?!, mas o sol já brilhava pela janela e eu achei que era melhor aproveitar e dar um saltinho à praia de S. Pedro. Passadas duas horas, decidi voltar até porque tinha coisas de matemática para fazer. Sacudi a areia das pernas e da toalha, pus a t-shirt ao ombro, agarrei nas minhas havaianas pretas e fui-me embora. Estava quase a saír da areia quando passo por quatro miúdas, que eu já vinha a reparar ao longe. Giras!, pensei eu. Ainda assim, tentei olhar discretamente para não dar muito nas vistas. Ainda por cima estava sem óculos de sol. E mesmo que os tivesse, acho que não estava preparado para o que vinha a seguir. Á medida que passava à frente das quatro, uma delas, em alto e bom som, diz: "O melhor gajo desta praia!". Eu fingi que não era para mim, até que oiço outra a dizer: "Falaste alto demais. Olha que ele ouviu!", ao que a primeira responde com um encolher de ombros, seguido de risinhos. Fiquei encarnado e o meu ego apanhou o elevador para o arranha céus da auto-estima! Bom, o facto é que realmente não estava muita gente na praia, logo não era difícil ser "o melhor gajo", ainda assim acho que nunca me vou habituar a elogios com um approach tão directo. E o mais curioso é que eu acho que conhecia as caras delas de algum lado. Provavelmente devo-me ter cruzado com alguma delas na noite, na praia ou somewhere else.

O sol escondeu-se por volta das 3 da tarde. E o resto do dia ficou cinzento e cheio de nuvens. Já estamos em Outubro, é normal estar um tempo estranho, o que não é normal é eu querer continuar a ir à praia para me manter moreno (leia-se preto)! Eu tenho de me ocupar, porque senão vou dar em louco até Janeiro!, pensei. Há uns meses, eu tinha enviado umas fotografias para uma agência e pouco tempo depois contactaram-me a dizer que estavam interessados em agenciar-me. Eu inventei uma desculpa esfarrapada que quando tivesse oportunidade os contactava. Até hoje nada. E pensei, porque não ligar?! E assim fiz! Liguei, marquei uma entrevista e diz-me a menina do outro lado da linha: "Não te esqueças de trazer fotografias tuas em suporte digital! Até terça-feira!". Pelos vistos, quando se fecha uma porta, abre-se mesmo uma janela e então terça-feira, às 11h, lá vou eu ter uma entrevista com uma agência de modelos. Should I take the risk?! Why not?! Porque de uma coisa eu tenho a certeza: eu não papo grupos de ficar sem fazer nada! E também não quero ficar o resto dos dias a pensar que chutei mil e uma oportunidades que choveram em cima de mim. No more what ifs!

3 comments:

Mariana said...

teve o pensamento correcto em relaçao ao casting,pode surgir uma nova oportunidade e passar.

em relaçao aos elogios,quem é que nao gosta de os receber???!! eu gosto mas finjo que nao,ainda a dias um tipo passou na rua com um amigo e disse:esta é um helicoptero,gira e boa.ah ah ri-me imenso,nc tinha ouvido tal,mas tb temos que ter os pes acentes na terra e nao nos acharmos os maiores, eu ouço mt coisa mas fico na minha,nc me acho demais,mt pelo contrario,eu penso sp q as pessoas estao a ver mal,se calhar estao mesmo loll

pes no chao menino z

Z. said...

Eu sou muito down to earth, Mariana. Às vezes até demais. A minha auto-estima tem dias em que vive na Sibéria, mais que congelada. ;) Don't worry!

Mariana said...

todos nos de vez em quando temos a auto-estima em baixo,mas temos que a ter mais vezes em cima