Saturday, March 17, 2012

2XN1 on a national magazine

Hello Upper East Sinners,

É com vocês que quero partilhar mais um achievement do 2XN1. Fui convidado para entrar num artigo de moda para a Revista do jornal Expresso e foi com o maior dos prazeres que aceitei. O resultado está aqui:


A moda vintage foi o ponto de partida para revelar um pouco do meu estilo pessoal. A jornalista Joana Flora pediu que levasse um objecto de outra geração para a sessão fotográfica com António Pedro Ferreira. Eu escolhi nada mais nada menos que um espelho barroco (num estilo quase rococó) que pertencia à minha trisavó. E escolhi um espelho porquê? Primeiro pelas referências à arte que tanto aprecio, depois porque admito ser bastante vaidoso e perfeccionista. Ao mesmo tempo o reflexo do espelho tem uma simbologia... reflecte a minha personalidade complexa e o facto de eu me definir como um sujeito clivado, dividido em dois "eus" em constante confronto. Um alter-ego, talvez.

O espelho em si é uma peça rara e o designer Alexandre Herchcovitch, quando mostrou a sua casa à Vogue brasileira, revelou que tinha um. É por isso uma das minhas peças preferidas, de família e não podia deixar de a levar.

Durante a entrevista falei sobre as minhas inspirações: James Dean, anos 50 e pintura impressionista. Acho o James Dean um ícone de estilo, imortalidade e juventude, portanto não podia deixar de o admirar. Há uma espécie de aura que me faz tê-lo como um ídolo. Um acessório que considero indispensável são os óculos de sol e referenciei o modelo redondo com armação em metal, de preferência dourada, ou então os óculos Persol que o actor Steve McQueen imortalizou e que também trazem o revivalismo dessa época.


Época... dos anos 50, dos blusões de ganga, casacos de cabedal, camisolas matizadas de cinturas curtas com camisas. Gosto de trazer esses elementos para os dias de hoje, adaptá-los a meu lado mais contemporâneo. E claro criar um armário com peças de grande qualidade e composto por grandes marcas, como Prada, Gucci, Givenchy, Jil Sander, Versace, Calvin Klein, Dolce&Gabbana, Paul Smith... Não pelo exibicionismo, mas porque gosto mesmo de criações exclusivas, pensadas e que não fiquem esquecidas passado um ano. Há coisas que nunca ficam "fora de moda", se é que me entendem.

(imagens do editorial "Decades in Fashion" para a VMan)

Espero que tenham gostado deste artigo para a Revista do Expresso tanto como eu adorei fazer parte dele. Quis partilhar mais algumas curiosidades que estiveram por detrás deste trabalho, para que saibam o fundamento daquilo que disse.

8 comments:

John Bass said...

Boas escolhas, well done! ;))

xana said...

Foste muito bem escolhido :) Há poucas pessoas com tanta pinta como tu pela blogosfera!! Beijinhos

Marques e Leote said...

Penso um pouco como tu por isso é que as poucas peças que tenho da Calvin Klein, Paul Smith, YSL e DKNY são peças imaculadas que uso com o maior prazer e cuidado :)

V. Marques

http://ourworldourstyle.blogspot.pt/

Susana S' said...

lindo lindo lindo Z!

Jualferx said...

Felicidades!

denise said...

Parabéns Zé! amei o artigo e este Post!

balicious8 said...

post fabuloso! continua a criar posts ao teu estilo bem como tu sabes ;)

Malinha said...

Fabuloso ;)