Sunday, January 29, 2012

Viral phenomenon: Lana Del Rey


Aos 25 anos, Elizabeth Grant transforma-se naquela que é a já anunciada diva de 2012: Lana Del Rey. Afastem-se as Adeles desta vida e deixem passar a estrela de inspiração hollywoodesca. O nome surgiu do cruzamento entre a actriz Lana Turner e Ford Del Rey, o automóvel de luxo lançado no início da década de 80.
Possivelmente uma das artistas mais icónicas que nasceu nos tempos recentes e que traz na bagagem uma sonoridade fresca e prestes a eclodir. I can't even... limitem-se a emprestar um bloco de notas aos vossos favoritos para eles irem tirando uns apontamentos!


Os lábios sensuais, um estilo de cabelo recuperado directamente dos anos 60 e uma imagem sensual que se revela do cimo de um etéreo pedestal complementam uma voz incrivelmente lúbrica. Lana Del Rey deu tudo o que tinha de si para o álbum de estreia "Born To Die", uma retro-pop masterpiece que reúne melodias cinematográficas com letras melancólicas e sussurradas. Quando a oiço imagino-me num bar penumbroso, com bastante fumo; ao fundo um pequeno palco, duas cortinas de veludo escarlate levantadas e uma silhueta sensual com um vaporoso vestido comprido, a cantar com um microfone antigo. Quase uma femme fatale de um film noir... com um toque indie, não hipster, pop e a flamejar blues. Os samplers com vozes, ecos e algumas repetições típicas do hip-hop, fizeram com que a própria se intitulasse de "uma versão gangster da Nancy Sinatra", embora as suas referências musicais variem de Britney Spears a Elvis Presley.


A postura de diva é algo que Lana Del Rey não prescinde, quer seja nos vídeos mais caseiros dos singles virais "Video Games" e "Blue Jeans" ou na imagética magistral de "Born To Die". A perfeição quase imaculada de Lana Del Rey espalhou-se por blogs, cimentou-se na internet e todo o buzz, que muitos dizem ter sido uma calculada estratégia de marketing, veio ganhar corpo neste novo ano e no álbum de estreia da norte-americana. As faixas que se destacam são todas, cada uma com vida própria, imperdíveis... mas a escolher, os highlights iriam para "National Anthem", "Dark Paradise" e "Off To The Races".
Agora Lana Del Rey tem apenas que diligenciar o aluguer de um trono seu no reino pop, porque a ribalta em inúmeras capas de revistas já conquistou.


THERE'S A NEW BITCH ON THE BLOCK!
YOUR FAVES COULD NEVER...

19 comments:

Patrícia Silvério said...

gosto imenso dela e amei o post*

Beatriz Afonso said...

HELL YEAH BABE!!

ddfernandes said...

adorei o post!
LANA DEL REY <3

Mariana said...

a miúda é sem duvida um fenómeno, e ainda vai dar muito que falar... :))

Aiko said...

eu gosto das musicas dela
:D

Dani said...

Sem dúvida, um novo "vício" musical!

"Quando a oiço imagino-me num bar penumbroso, com bastante fumo; ao fundo um pequeno palco, duas cortinas de veludo escarlate levantadas e uma silhueta sensual com um vaporoso vestido comprido, a cantar com um microfone antigo."
Sem dúvida, a melhor descrição possível do imaginário que as músicas dela nos provocam!

Afonso said...

Adoro a "personagem" em si, no entanto acho que as músicas não são nada demais :s

*Afonso
http://the-purplebeauty.blogspot.com/

Patrícia Mendonça said...

adoro.a!

Mafalda Castro said...

Ela é linda, sem duvida the next big thing!
xoxo
http://lastime-around.blogspot.com/

The Fashion Robot said...

Eu por acaso adoro as musicas dela, mesmo antes de ela ser esta hit girl. Não acho as musicas nada depressivas e adoro mais ao vivo

Maria said...

a diva do momento que veio para ficar! btw, a capa da tsugi está qualquer coisa ♥

Saltos de Cristal said...

Gosto MUITO!!!

Ana Lúcia said...

Adoro-a e o post está brutal. Cativas-me imenso pela tua forma de escrever*

http://maniac4moda.blogspot.com/

Anonymous said...

muito bom post

Tânia Valadas said...

Sabia muito pouco dela e com o teu post fiquei ainda mais curiosa :)

Diogo Camilo said...

Ela vai ser uma verdadeira Diva, e so espero que nao se perca.
Ja tinha dado uma vista de olhos no teu blog mas vou ficar a seguir ;)

agulhabairrista.blogspot.com

Maria Nunes said...

Pra mim já a considero um Icone musical e da moda. kiss

obsessivfashion.blogspot.com

F. said...

A minha Laninha já é famosa :)
Gostava mais quando era só minha! Espero que ela se mantenha fiel a si própria!

Kisses *

Raquel Fernandes said...

Gostei da descrição da Lana como estrela de film noir no ambiente que descreveste. Um pouco de David Lynch alike. Confesso que estou a ficar cansada de ouvir over and over o album dela (estragam-se boas casas assim) mas gostei deste post.