Wednesday, December 2, 2009

Did you miss me?

Como em todos os reinados, também o meu tinha de ter um interregno. Durante três longas semanas deixei o meu blog ao Deus-dará. Não se faz, eu sei, mas de vez em quando o dever chama e eu lá tenho de secundarizar certas e determinadas coisas. Desta vez foi o blog! E não pensem que cortei relações com a Internet, até pelo contrário. É ver-me no twitter a toda a santa hora (até pelo telemóvel eu actualizo aquilo!), a jogar no facebook que nem um louco (como não fiz bookmark, já perdi conta aos jogos em que participo: Restaurant City, Country Story, Farmville, Cafe World, Fishville, Yoville, Crazy Planets, Pet Society, Happy Aquarium entre outras coisas que me consomem o tempo).

O interregno começou quando na 6ª feira, dia 13 de Novembro (dia do azar!) eu e a Rita fizemos uma shopping spree pela baixa, mais precisamente na H&M, onde ficamos horas a ver tudo e mais alguma coisa. A Rita pediu-me ajuda na remodelação do seu closet, e quem melhor que eu para ser um fashion adviser?! A verdade é que, no geral, elas gostam das minhas opiniões e seguem-nas, principalmente a Rita, que é uma fiel seguidora de vossa majestade, moi même. Bom, seguiu-se um fantástico sábado com a inauguração da casa da Pinks, com um mega jantar, onde eu, a M. e a Jo nos apoderámos do sofá quem nem realeza, e comemos tostas de queijo e ananás, especialidade da Joe. Por entre gargalhadas e amigos, demos vida à casa da Pinks pela noite fora.

Entretanto, sem grandes acontecimentos a assinalar, o frio chegou de uma forma abrupta e eu fui comprar um gorro de malha cinzenta, grande e largo, que tem sido a minha companhia ultimamente. Inseparáveis, diria eu. Sim, porque se há coisa que eu odeio é frio nas orelhas. Posso ter frio nas mãos, no nariz, na barriga, no cotovelo e em qualquer lado, menos nas orelhas. Isso é que não!

Nos entretantos, eu a M., a Joe e a Pinks conseguimos arranjar um buraco na nossa agenda para ir ver ao El Corte Ingles o filme "New York, I Love You" e deixem-me que vos recomende vivamente este filme. Cheio de caras conhecidas ("OLHA A SERENA!!!!!!!!") e com histórias para todos os gostos: românticas, divertidas, comoventes e até absurdas. Um filme com várias curtas-metragens que mostram a magia e o encanto de Nova Iorque, umas mais bem conseguidas do que outras, mas no geral demos o dinheiro por bem empregue e o tempo foi bem passado. Se tivesse de eleger a minha preferida, talvez a da prostituta com o Ethan Hawke, a curta do prom realizada pelo Brett Ratner, e o último segmento dos velhotes.

E a veia cinéfila não acaba aqui. Na semana passada, como não podia deixar de ser, fui eu e a minha corte ver o "New Moon". Eu já vos tinha dito que grandes eventos de concentração pop era coisa a que eu não faltava. E finalmente, lá nos juntámos a mais uma sala cheia de gente a ver o "New Moon". Para mim, que nunca li os livros, achei o filme bastante interessante, e gostei ainda mais depois da Joe me explicar que agora há a teoria do erotismo proibido no qual o filme se encaixa na perfeição. Quem me conhece, sabe que teorias, filosofias e intelectualidades afins são comigo, ou não fosse o meu filme preferido o "Mulholland Drive" do David Lynch. Voltando ao filme, apesar de ter um pouco de nudez gratuita (o Jacob até no meio da chuva e do frio andava desnudo) para agradar à franja feminina, deixem-me que vos diga, por incrível que pareça a sala estava repleta tanto de rapazes como de raparigas. E eu estava verdadeiramente empolgado e on the edge of my seat, principalmente na parte dos vampiros Volturi (que são maus e os meus preferidos, por sinal!). A Dakota Fanning e a sua fala "Pain!" foram, para mim, o momento alto do filme. Os efeitos especiais estavam engraçados, a história até nem é má de toda, o paralelismo literário com "Romeu e Julieta" também dá um pouco de espírito à coisa, e tcharan gostei imenso do filme. Como diria a Pinks, "É um popcorn movie!", nada mais.

No meio de tanta ocupação, a azáfama natalícia também bateu à porta. E não é que eu já tive um Natal antecipado?! É verdade! Quando o meu Nokia 5800 estava para fazer 9 meses, os meus queridos pais oferecem-me o tão desejado Blackberry Storm. Sim, eu sou um filho exemplar e os meus pais gostam de me mimar enquanto podem, e eu acho muito bem! Será então escusado dizer que tenho andado maravilhado com o meu Blackberry. Embora seja um bocadinho complicado e ter demasiada funcionalidade (que eu desconfio que não vou utilizar metade!) eu tenho mais um sonho realizado, e sempre que mando mensagens sinto-me verdadeiramente celebrity. Não há nada que pague essa sensação!

E por último, mas não menos importante, foi o aniversário da Joe na segunda-feira. Uma surpresa muito bem organizada, salvaguardando os imprevistos, e a Joe ficou feliz e é a melhor coisa do mundo olharmos para os olhos dos nossos amigos e vermos que eles estão inesperadamente contentes! Nada melhor do que uns imprevistos de vez em quando. Quanto ao presente, é sempre com um toque de originalidade, e para ver se a Joe sai do labirinto em que se encontra, vale tudo, inclusive recorrer ao voodoo. E mesmo que não funcione, ao menos deu para arrancar mais um sorriso, que nunca é demais.

12 comments:

Vi said...

welcome back!
xoxo

Jojozinha said...

Ze, eu AMO-TE!

M said...

pois é a surpresa da Joe...tive pena de ter faltado...David Lynch com o Blue Velvet ao rubro!
bjs
M

Mariana said...

As pessoas cada vez estao mais viciadas nas novas tecnologias,eu tento manter-me afastada dos facebooks e twitter pk nao quero ficar viciada nessas coisas.
As pessoas deviam passar mais tempo c os amigos, ao ar livre e n em casa sentados ao computador.Vejo pessoas c amigos q ja nem olham para os amigos,so olham para o tlm pk estao no mensegger,hi5 etc.
As tecnologias tem vantagens mas tb tem muitas desvantagens.

Em relaçao ao frio realmente chegou em força,tb ja comprei um gorro na h&m q adorei, ando sp c as orelhas frias,acabaram-se as orelhas frias loll.

Tambem ja fui ver o new york,sou uma cinéfila, e tb partilho da sua opiniao,foi dinheiro bem gasto.

e tb ja fui ver o new moon e apesar de eu n ser fan, ja vi filmes piores,n está mal, deu para passar uma noite agradavel,a sala estava cheia de gente.

Welcome Back :)

paula'maria said...

As vezes faz falta sentir saudades :P
Principalmente deste mundo tão viciante!

beijoca*

Rosie said...

estou há que tempos para ver o "new york, i love you", felizmente acho que o vou fazer esta semana...

ainda bem que voltaste! bem-vindo de novo:)
beijinho

RFSP said...

AVISO:

este blog é viciante!!!

Keep going better,
http://rfspblog.blogspot.com/

Summer said...

ZZZZZZZZZZZZZZZZZZ. onde andaste??? Com quem? A fazer o quê? (sim, ainda não li o post porque primeiro tinha de saltar de contente e vir aqui demonstrá-lo :D!!!).

Faça favor de não desaparecer novamente ok? :D vou ler o post...bejooooooooo*

Susana S' said...

Finalmente Z! Parece que as pessoas aqui andavam a morrer de saudades :p (eu não, porque pronto, aquela coisa do twitter tem que ter uma funcionalidade não é?)


Bem, beijinhóó

J said...

finalmente voltas-te, já estava farta de vir aqui ao teu blog e não ver nenhum post novo!
enfim, tbm adorei a jane no filme, adoro a postura dela de crueldade maxima e a forma como diz "this may hurt just a little". adorei mesmo, mas para mim o momento alto, foi quando, logo no inicio, o edward chega à escola, em camara lenta, a abanar a cabeça e a sorrir. ahaha morri completamente nesse momento.
e já agora, nunca tive frio nas orelhas lool...
xoxoooo*

Secret said...

voltas-te??? Eu tenho um telemovel igual a esse arrumadinho na caixa pq não gostei nada de o usar e como foi uma bela oferta da vodafone está ali ate alguém decidir usar o coitado!:)

poor little rich girl said...

i like that first photo