Friday, March 4, 2011

She's trying too hard!

Tenho andado meio obcecado com Thierry Mugler, tanto que já me demorei numas pesquisas, a ver colecções anteriores e etc. Um dos desfiles que por acaso estava curioso para ver na Paris Fashion Week era precisamente Mugler Fall/Winter. E não me desiludiu, muito pelo contrário. Gostei das criações. Gostei da inovação em termos de estrutura do desfile, do efeito surpresa que as colunas proporcionavam. Percebi perfeitamente o conceito de recriação de uma catedral gótica. No entanto, desagradou-me o facto da Lady GaGa ter estado lá no meio a fazer sinceramente não sei bem o quê. Não é uma questão de embirrar ou não com a mulher. Agora, não acho justificável o facto dela ter tornado um desfile num verdadeiro freakshow. Eu sei que o Carnaval está aí à porta e que ela o adora celebrar todos os dias do ano, mas há limites. Só porque o Nicola Formichetti (actual director criativo da marca) é amigo dela não significa que ela tenha de desfilar. Ainda por cima overacting. Para mim foi demasiado. Não há paciência que aguente! Se são assim tão amigos, bastava a música dela como banda sonora, não é?!
Bom voltando ao que interessa. Gostei da volatilidade da colecção. Os semblantes estavam bem pensados. O jogo de luz inquietante, o andar frenético das modelos. Adorei sobretudo o núcleo dos cornos. Acho cada vez mais interessante a integração de elementos exógenos. A conjugação de cores, tecidos, transparências e estruturas também foi uma mais valia.
O vanguardismo estava lá mas a Lady GaGa subtraiu os pontos com a vulgaridade das poses e do lenço que ela tanto insistia em esvoaçar. Confesso que estava à espera de ver quando é que ela tropeçava nele. Nothing happened, though.

8 comments:

ELLA said...

impressionante é: como adoro te ler!
quanto a gaga. WTV. quanto a gaga, nada!
baci
ELLA

ELLA said...

wow F*** dps de ver o video quem ficou obececada fui! loveit
ELLA

sara said...

don't be a hater. LOVESIT. gagaaaaaa

Ivânia Santos (Diamond) said...

LOOOOVE it! *

Fashion Victim Portugal said...

É bem verdade o que disseste. Achei todo aquele aparato too much. A casa Mugler teve anos áureos na década de 80/90, quando esses desfiles é uma autêntica celebração de moda, de junção da mulher com a máquina, quando a mulher mostrava um lado mais feroz, mais fierce. Sinceramente vi muito pouco dessa apoteose neste desfile. Não nego o talento do Nicola, nem do Sebastien, contudo e o facto de a Gaga andar lá de um lado, tornou aquilo um pouco de uma feira de horrores...

A entrevista de Susy Menkes, directora de moda do Herald Tribune do New York Times, que eu mostro no meu blogue, ao Nicola e à Gaga ainda evidenciaram isso.
Acho cada vez mais que a contratação do Nicola para a casa Mugler é uma manobra muito perigosa de dar relevo e mediatismo à marca novamente. Não é a primeira vez que a marca se associa a cantores como Beyoncé (na I Am... tour) ou os icónicos vídeos de George Michael com as top models, mas trazer Nicola para a marca seria um caminho mais curto para chegarem a Gaga, mediática por natureza, e associarem a marca MUGLER a LADY GAGA.

XO Fashion Victim Portugal

http://fashionvictimpt.blogspot.com/

Luís Gonçalves Ferreira said...

Como se diz aqui em cima, faz parte da estratégia Mugler a associação ao universo pictórico e mediático da indústria musical americana. É uma união excelente aquela que acontece entre os dois pólos. Gaga faz falar de Mugler. E Mugler faz-se mostrar por Gaga. E Gaga aproveita para aprofundar a sua ligação à moda. Gaga não é só interprete nem cantora nem só compositora. Encerra um conceito fashion muito interessante, com uma aliança perfeita em termos mediáticos entre a persona da música e a filosofia e sociologia da fama que a sustenta. Não há nada que choque mais do que a irreverência e a teatralidade da roupa, das modelos e da Gaga que tem sido a imagem desta nova colecção. Nos Grammys apareceu com Mugler. No vídeo a mesma coisa. E nos exteriores mais do mesmo.

Z. said...

acho simplesmente que o nicola e o sebastien nao precisariam de a por a fazer figuras ridiculas num desfile...so para serem falados. eles tem talento suficiente, como se pode ver nas criaçoes, para levarem mugler a ser a marca prestigiada que foi há vários anos atrás. acho que isto é má publicidade p tudo. obvio que à gaga convém porque ela quer dominar o mundo da moda, se bem que acho que esta exposição demais vai saturá-la.

JP said...

Ja percebi de onde vem essa faisca com a lady gaga: Não foi ao concerto, pois nao!!! Se tivesse ido certamente teria aqui um post e certamente teria uma opiniao completamente diferente da sua arte e do seu mundo teatral. É assim, quem nao conhece opta pelo caminho mais facil: dizer mal.